Educação

Educar crianças e preparar jovens garantindo o desenvolvimento de suas potencialidades.

  • Aprendizagem
  • Formação
  • Qualificação
  • Avaliação
  • Inclusão
  • Engajamento

A educação será o pilar desse Governo, no sentido de educar as crianças e preparar jovens autônomos, solidários e competentes, garantindo o desenvolvimento de todas as suas potencialidades, para a vida adulta. Como uma política pública transversal às demais, ela tem a capacidade de potencializar, tanto positiva quanto negativamente, nas outras políticas públicas de forma direta. Por isso, o Governo trabalhará para tornar real a primeira opção. Assim, é proposto um modelo que visa capacitar os jovens de forma dinâmica, atraente e conectada com as demandas atuais.

A qualificação das nossas crianças, jovens e trabalhadores, do ensino infantil até o nível superior, com destaque para o técnico, é a base necessária para o desenvolvimento sustentável da sociedade capixaba, nas três dimensões: social, econômico e ambiental. A partir da reflexão estratégica e da análise da situação atual da educação no Estado, foram identificados seis grandes desafios para essa área de resultado.

Elevar a qualidade do ensino e aprendizagem no setor público com melhora da educação na fase inicial da vida. Fortalecimento da gestão da escola e qualificação de jovens do ensino médio com a preparação destes para a realidade do mercado.

O Governo do Estado tem atuação direta desde os anos iniciais do ensino fundamental até a Educação de Jovens e Adultos. No entanto, a análise dos indicadores educacionais do Estado indica a existência de gargalos, em especial nos anos finais do ensino fundamental, com impactos no desempenho do ensino médio capixaba e estagnação ao longo do tempo, e ainda, na plena implantação de políticas de educação inclusivas.

Em relação à alfabetização, há ainda espaço para avanços nas terras capixabas. Vamos buscar cada vez mais parcerias com os municípios, e enfrentar o desafio de assegurar que 100% das crianças entre 4-5 anos estejam na pré-escola.

Elevar a qualidade do ensino
e aprendizagem no setor público

Metas

  • Aumentar o IDEB ensino médio para 4,7 em 2019 e 5,0 em 2021
  • Redução da taxa de evasão escolar em 24,5% a cada ano
  • Avaliar, por meio de avaliação trimestral, 98% dos alunos
  • 100% das escolas com IDEB abaixo da média serão avaliadas com profundidade
  • 70% de participação média das famílias no acompanhamento escolar
  • Escola Viva: qualificação de mais 100 escolas de ensino médio, sendo no mínimo uma por município, com implantação de 25% a cada ano

Ações

  • Ofertar vagas de tempo integral no ensino médio para quem optar por essa modalidade
  • Disponibilizar reforço escolar permanente para os anos finais do ensino fundamental II e para o ensino médio implantado
  • Avançar na implantação da educação inclusiva
  • Implantar avaliação trimestral de alunos
  • Implantar sistema de diagnóstico das necessidades de desenvolvimentos didáticos pedagógicos dos professores e de gestão escolar
  • Acelerar as obras de construção e reformas de escolas
  • Valorizar, organizar e recompor gradualmente o quadro do magistério
  • Desenvolver nova política de formação para diretores e para o magistério
  • Engajar a comunidade escolar no processo educacional
  • Aproximar as famílias da escola

Melhorar a educação na fase inicial da vida

Metas

  • 100% das crianças de 4-5 anos na pré-escolas
  • 55% das crianças de 0-3 anos em creches

Ações

  • Transferir recursos para os municípios para custear a construção de creches e pré-escolas
  • Assumir, no Governo Estadual, a responsabilidade por oferta de até 100% do Ensino Fundamental II em todos os munícipios que assim o desejarem
  • Parceria com os municípios para que seja aplicada, de forma padronizada, as melhores práticas de ensino e gestão escolar

Melhorar e fortalecer a gestão da escola

Metas

  • 100% das Escolas do Estado com novo modelo de gestão implantado

Ações

  • Implantar um novo modelo de gestão
  • Implementar nas unidades escolares plano estratégico, plano de ação anual e seu monitoramento
  • Aprimorar a seleção e capacitação de diretores de escola

Qualificar o jovem para o mercado de trabalho e
organizar o ensino médio para alinhar os alunos
às novas demandas do mercado de trabalho

Metas

  • Oferta de 25% das vagas no ensino médio integradas à educação profissional
  • Garantir a implementação de 100% da Base Nacional Comum Curricular

Ações

  • Qualificar a oferta de vagas de ensino técnico profissionalizante
  • Parcerias com a rede privada de educação profissional
  • Fomento e manutenção de escolas de formação técnica, respeitando a vocação regional
  • Estímulos efetivos às empresas parceiras das escolas públicas e particulares e que ampliem a profissionalização dos jovens
  • Capacitar os professores para a implantação da BNCC, especialmente na parte diversificada e olhando as necessidade e vocações do Estado
  • Estimular e acelerar projetos de absorção de tecnologias nos processos pedagógicos
  • Projetos multidisciplinares e integrados às questões profissionais e com o olhar apontado para o futuro que se apresenta
  • Ampliar as oportunidades de intercâmbio para estudantes do Ensino Médio
  • Desenvolver ações diferenciadas nas escolas do campo, valorizando a cultura de cada região
  • Reduzir a evasão escolar dos jovens nos bairros de alta vulnerabilidade social

Elevar a eficácia da educação de jovens e adultos

Metas

  • 12 anos da escolaridade média dos jovens de 18 a 29 anos

Ações

  • Ofertar vagas de tempo integral no ensino médio para quem optar por essa modalidade
  • Disponibilizar reforço escolar permanente para os anos finais do ensino fundamental II e para o ensino médio implantado
  • Avançar na implantação da educação inclusiva
  • Implantar avaliação trimestral de alunos
  • Diagnóstico das necessidades didáticas e pedagógicas de professores e gestores do ensino médio, para escolas com IDEB abaixo da média
  • Acelerar as obras de construção e reformas de escolas
  • Valorizar, organizar e recompor gradualmente o quadro do magistério
  • Desenvolver nova política de formação para diretores e para o magistério
  • Engajar a comunidade escolar no processo educacional;
  • Aproximar as famílias da escola

Aridelmo Teixeira

Vamos transformar! Daqui para frente,
ninguém pode dizer que não tinha alternativa!

Aridelmo Teixeira

Origem humilde

Seus pais eram pessoas humildes e trabalhadoras,
mas sempre perceberam o valor da educação
para garantir um futuro melhor.

Trabalho duro

Doutor em ciências contábeis. De universitário a professor
e de professor a gestor da FUCAPE, uma das 10 melhores
instituições de ensino superior do país.

Dedicação ao próximo

Voluntário em diversos projetos importantes,
Aridelmo sempre acreditou que para mudar o mundo
precisa começar mudando o mundo de alguém.

Conheça melhor sua história

Um governo pautado em metas!
Sem propostas genéricas!

Gestão estratégica orientada para resultados e uma nova perspectiva
política que enxerga o povo como cliente do governo.